segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O caos


De belo só mesmo o nome, Belo Horizonte, pois tudo o que se conseguia ver a frente era turvo e cinzento, o cenário se transformou repentinamente, alguns segundos atrás eu ainda assistia a elegante corrida das adolescentes sobre a paisagem um tanto quanto bucólica, do orelhão que se encontra ao lado da tão famosa peça da obra de Niemyer, O Edifício Niemeyer, da praça da Liberdade, quando de repente os céus resolvem desabar sobre BH.




O mineiro é um povo muito estranho, muito fora do convencional, estamos em uma cidade onde os exames de direção estão entre um dos mais difíceis do país, mas ainda assim formamos condutores que não conseguem dirigir ao primeiro sinal de chuva.
Tudo fica parado em BH quando chove, nada se move, se tivéssemos um trânsito como o de São Paulo só sairia de casa uma vez por semana, não porque estaria chovendo, mas porque o trânsito ficaria tão caótico que seria impossível ir da Savassi ao Centro em menos de dois dias.

Bom, a verdade é que adoro a chuva, por mais que tenha vários pontos negativos, a água vem pra limpar, acredito que sempre que a água vem algo se renova, inicia-se um novo ciclo.



Agora um fato curioso o qual vim a perceber a pouco, é de que o dia da Mulher, dia 8 de março, data esta comemorada com fervor por feministas em todo o mundo, pelo fato de após anos de luta por direitos iguais e dignidade da mulher, iniciando com as revolução das mulheres russas e se espalhando por todo o mundo, neste ano de 2011 coincidentemente será na mesma data do nosso tão festejado Carnaval, a festa da carne, evento este criticado anualmente por algumas mulheres devido a exposição, banalização do sexo e da mulher como um todo.



É estranho pensar em Carnaval e dia da Mulher juntos, porque afinal de contas Carnaval sem mulher não seria carnaval, e ao mesmo tempo uma data que comemora a "libertação" feminina ser realizada em conjunto com várias mulheres se exibindo, bundas e peitos sendo mostrados a todo o momento na TV, nas ruas, avenidas e passarelas do Brasil, é um tanto quanto irônico, mas vai saber né, aliás, sei sim, afinal estamos no país do Carnaval.


Enfim, num país onde temos vários tipos de mulheres, Melão, Melancia, Morango, e etc, acredito que nenhuma Mulher vai se incomodar com essa mera coincidência, por aqui tudo acaba em pizza mesmo, a diferença é que dessa vez só irão restar as cinzas, haja água pra limpar tudo isso.


Desejo a todos um ótimo Carnaval
e a todas as mulheres um muito obrigado pela sua existência
sem vocês o meu mundo não seria completo

beijos e abraços.

6 comentários:

Anônimo disse...

Que bacana sobrinho, vc tá muito interessante na sua esplanação, fiquei feliz.

Bjs e bom carnaval com camisinha viu

Anônimo disse...

Aqui saiu anonimo mas eu sou tia coruja tá

Maguinha

Flávio Quinicário disse...

vai trabalhar... e para de cantar axé já pensando no carnaval... RP aki sou eu...

Dochê disse...

Colé mano, bh é bela sim. e o cinza tbm é uma cor bela. tenho orgulho de ser belzontino, mas se o papo for "tem que melhorar", ai estou contigo, alias to contigo em tudo né não?

Dochê!

Henrique disse...

Carnaval é isso ae... se não existise o que seria do Brasil? hehehe.
Abraços nego!

Eliane Sena disse...

Ei João! Sou Eliane, amiga da sua tia Maguinha...
Gostei do texto, mas acho que ele terminou precocemente. Gostaria de te "ouvir" mais sobre o dia da mulher...
A propósito, as fotos estão legais (a de costas e a do primata...:o)... agora, se colocar uma do seu rosto ficará ainda melhor. Parabéns pelo Blog e um abraço!

Postar um comentário